HOME

ESCRITÓRIO

EQUIPE

ATUAÇÃO DO ESCRITÓRIO

PUBLICAÇÕES

CONTATO

OUVIDORIA

Crédito financeiro decorrente das despesas aplicadas nas atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação pelas empresas de TI

A Receita Federal, por meio da Solução de Consulta COSIT nº 23/2024, esclareceu que a operação de remessa de bens por conta de contrato de comodato não configura comercialização, nem tampouco é remunerada, não havendo faturamento apto a formar a base de cálculo do crédito financeiro decorrente do dispêndio mínimo efetivamente aplicado nas atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação pelas empresas que exercem as atividades de desenvolvimento ou produção de bens de tecnologias da informação e comunicação.

Ademais, a prestação de serviços acompanhada da remessa de bens por conta de contrato de comodato também não caracteriza comercialização e o faturamento decorrente dessa atividade não é apto a formar a base de cálculo do crédito financeiro acima mencionado.

Foto: Canva

PUBLICAÇÕES RELACIONADAS

Alienação de Imóvel Rural no Lucro Presumido

Alienação de Imóvel Rural no Lucro Presumido

A Receita Federal, por meio da Solução de Consulta COSIT nº 25/2024, esclareceu que, para fins de determinação da base de cálculo do Imposto sobre a Renda e da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido no regime do lucro presumido, a alienação de imóvel rural...