HOME

ESCRITÓRIO

EQUIPE

ATUAÇÃO DO ESCRITÓRIO

PUBLICAÇÕES

CONTATO

OUVIDORIA

Ex-sócias não possuem responsabilidade pelo pagamento de acordos não cumpridos

Em decisão recente, a 8ª vara do TRT da 15ª Região, decidiu pela não responsabilização de ex-sócias no não cumprimento de acordo trabalhista. Na ação, a autora alegou o descumprimento de acordo trabalhista pela sociedade empresária que trabalhava e, indicou como reclamadas três sociedades empresárias sob a teoria do grupo econômico. Em momento posterior, a autora incluiu no rol das reclamadas as duas ex-sócias.

Quanto ao grupo econômico, apesar de compreender e atestar sua existência, o magistrado registrou que para sua configuração é necessário que o seja provado. Em seguida, elucidou que na época em que os danos provocados foram perpetrados, as duas últimas reclamadas não integravam mais o quadro social, razão pela qual o magistrado indeferiu o pedido de responsabilidade solidária das ex-sócias.

Desta forma, portanto, foi sentenciado que as três reclamadas que configuraram o grupo econômico são solidariamente responsáveis pela satisfação das obrigações pecuniárias decorrentes da sentença, sendo excluídas as duas ex-sócias pelos fundamentos acima.

Foto: Canva

PUBLICAÇÕES RELACIONADAS

Tributação da Remuneração do Agente de Carga (Profit)

Tributação da Remuneração do Agente de Carga (Profit)

A Receita Federal, por meio da Solução de Consulta COSIT nº 116/2023, esclareceu que integram a base de cálculo do PIS/COFINS, no regime cumulativo, as receitas decorrentes de prestação de serviços ao importador/exportador, remunerada com valores intitulados como...

Serviço de hotelaria para fins de PIS/COFINS

Serviço de hotelaria para fins de PIS/COFINS

A Receita Federal, por meio da Solução de Consulta COSIT nº 100/2023, esclareceu que a receita de serviços de hotelaria, sujeita ao regime de apuração cumulativa de PIS/COFINS, compreende somente a receita proveniente da diária paga e dos serviços cobrados...