HOME

ESCRITÓRIO

EQUIPE

ATUAÇÃO DO ESCRITÓRIO

NOTÍCIAS

CONTATO

OUVIDORIA

Receita esclarece créditos de PIS/COFINS de indústria têxtil

A Receita Federal, por meio da Solução de Consulta COSIT nº 204/2021, publicada no dia 21 de dezembro de 2021, esclareceu que a pessoa jurídica que apura PIS/COFINS de forma não cumulativa está autorizada a apropriar créditos vinculados à energia elétrica efetivamente consumida nos seus estabelecimentos, sendo vedada a apropriação de créditos vinculados à demanda de energia elétrica contratada pela empresa.

Ademais, o contribuinte pode ser apropriar de créditos vinculados a pneus, partes e peças de reposição, empregados na máquina, equipamento ou veículo automotor que transporta insumos ou produtos em fabricação no interior do seu estabelecimento, desde que:

  1. o referido transporte seja caracterizado como elemento estrutural e inseparável do seu processo produtivo;
  2. o emprego desses bens não importe, para a máquina, equipamento ou veículo em questão, em acréscimo de vida útil superior a um ano; e
  3. sejam atendidos os demais requisitos da legislação de regência.

A indústria também está autorizada a apropriar créditos vinculados a óleos, combustíveis e lubrificantes, consumidos pela máquina, equipamento ou veículo que transporta insumos ou produtos em fabricação no interior do seu estabelecimento, desde que:

  1. o referido transporte seja caracterizado como elemento estrutural e inseparável do seu processo produtivo; e
  2. sejam atendidos os demais requisitos da legislação de regência.

Na hipótese de o bem em questão ser considerado insumo para algumas atividades e não o ser para outras, a empresa deverá realizar rateio fundamentado em critérios racionais e devidamente demonstrado em sua contabilidade para determinar o montante de créditos da não cumulatividade de PIS/COFINS apurável em relação a cada bem, serviço ou ativo, discriminando os créditos em função da natureza, origem e vinculação, observadas as normas específicas.

Por fim, a Receita esclareceu que lenha, produtos químicos e água, empregados na geração de vapor industrial utilizado no processo produtivo, geram créditos de PIS/COFINS.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Encerramento do estabelecimento gera perda do saldo credor do ICMS

Encerramento do estabelecimento gera perda do saldo credor do ICMS

Por meio da Resposta à Consulta Tributária nº 25.411/2022, a Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo esclareceu que o encerramento do estabelecimento geralmente acarreta a perda do saldo credor existente na data do encerramento das atividades.

Termo inicial dos juros sobre honorários sucumbenciais

Termo inicial dos juros sobre honorários sucumbenciais

A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça - STJ firmou entendimento de que o termo inicial dos juros de mora incidentes sobre os honorários sucumbenciais dá-se no dia seguinte ao transcurso do prazo recursal, ainda que interposto recurso manifestamente...