HOME

ESCRITÓRIO

EQUIPE

ATUAÇÃO DO ESCRITÓRIO

NOTÍCIAS

CONTATO

OUVIDORIA

Restituição do ICMS pago em duplicidade é devida para quem assumiu o encargo financeiro

A SEFAZ do Estado de São Paulo, por meio da Resposta à Consulta Tributária nº 23.410/2021, esclareceu que, na hipótese de pagamento indevido do imposto em razão de tê-lo feito em duplicidade, a restituição do imposto será feita a quem prove haver assumido o encargo financeiro, nos termos da legislação.

Na hipótese, a Consulente declarou ser representante de empresa do ramo industrial, situada no Estado de Santa Catarina, que realizou uma venda para um destinatário localizado em São Paulo, recolhendo em duplicidade o ICMS-ST referente à operação.

Como a Guia Nacional de Recolhimentos de Tributos Estaduais– GNRE – foi preenchida com os dados do cliente paulista, a Consulente indagou quem deveria solicitar a restituição do valor duplicado, o remetente ou o destinatário.

Pelo entendimento da SEFAZ-SP, o pedido de restituição deve ser formulado pela Consulente, devidamente instruído da prova de que ela própria efetuou o recolhimento do imposto em duplicidade, ou seja, de que o respectivo encargo financeiro não foi transferido a terceiro.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Inclusão no Cadastro de Inadimplentes

Inclusão no Cadastro de Inadimplentes

O Superior Tribunal de Justiça - STJ, em sede de recurso repetitivo, firmou o entendimento de que, nos autos da execução fiscal, o magistrado pode deferir o requerimento de inclusão do nome do executado em cadastros de inadimplentes, preferencialmente pelo sistema...

Transporte internacional não está sujeito ao ICMS

Transporte internacional não está sujeito ao ICMS

Por meio da Resposta à Consulta Tributária nº 23.084/2021, a Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo esclareceu a prestação de serviço de transporte de natureza internacional, realizada por um mesmo transportador desde o local do estabelecimento...